LINDBERGH CONVOCA POVO NA RUA CONTRA CONDENAÇÃO DE LULA

Líder do PT no Senado convoca manifestações nas cidades brasileiras em protesto contra a “condenação sem provas” do ex-presidente Lula pelo juiz Sergio Moro, que classificou como “escândalo”; “É hora de ir para cima, não é hora de ficar intimidado”, diz ele; Lindbergh Farias alerta que eleição em 2018 sem Lula “não é eleição, é fraude” e coloca em dúvida se o PT deve participar de uma disputa sem a participação do ex-presidente; “Não vivemos em uma situação de normalidade democrática, isso não é democracia. Isso é um estado de exceção. Nossa reação tem que ser muito forte”, ressaltou

247 – O líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ), foi um dos primeiros a comentar, em uma transmissão ao vivo pelo Facebook, a condenação do ex-presidente Lula a 9 anos e meio de prisão pelo juiz Sergio Moro. “Isso é um escândalo”, disse o petista.

O senador convocou manifestações nas cidades brasileiras em protesto contra a “condenação sem provas” do ex-presidente por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá.

“Não vivemos em uma situação de normalidade democrática, isso não é democracia. Isso é um estado de exceção. Nossa reação tem que ser muito forte, nós temos que fazer manifestações nas cidades brasileiras. Temos que organizar atos no Brasil todo, não podemos ficar em silêncio diante desse fato”, disse.

“É hora de ir para cima, não é hora de ficar intimidado”, acrescentou. Lindbergh alertou ainda que eleição presidencial em 2018 sem Lula “não é eleição, é fraude” e colocou em dúvida se o PT deve participar de uma disputa sem a participação do ex-presidente, caso a condenação se confirma em segunda instância.

“Eleição de 2018 sem Lula não é eleição, é fraude, é farsa. Eu não sei se nós temos que participar, temos que denunciar internacionalmente”, defendeu. Ele destacou ainda que “o pessoal de Curitiba sempre atuou com timing político”.

Adicione um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*