O adeus a Rodrigo Cardoso. O lutador das boas causas

É com pesar que a  redação de Página 64 presta esta homenagem ao militante do PDT Rodrigo Cardoso e se une neste momento de orações junto aos amigos e familiares.

A pedido de nossa equipe, sugerimos a WENDEL PINHEIRO  membro do Diretório Nacional do PDT que escrevesse esta homenagem que nos representasse a todos.

 

Rodrigo Cardoso, o lutador das boas causas *

O Adeus a Rodrigo Cardoso

 

Por Wendel Pinheiro:

Conheci Rodrigo Cardoso há 12 anos atrás nas redes sociais, no tempo em que ainda existia o orkut.

Nas nossas afinidades, víamos o quando os seus princípios trabalhistas eram claros e diretos. Sentia nele a coerência que falta a muita gente que eu conhecia nos idos de militância na Juventude Socialista do PDT.

Ele era ousado, mas ao mesmo tempo tinha um coração gigantesco em torno não apenas das causas que defendia, mas no trato com as pessoas. Rodrigo era um companheiro nato, humilde e simples, mesmo quando a sua opção de classe não o permitia ser. A ideia da solidariedade, de uma nação justa e a defesa de um país com plena justiça social me fazia ver nele um Rodrigo grande e humano.

Ele não coonestava e nem tolerava com o que era injusto.

A prova viva de sua militância se deu em eleições como a de 2014, quando ele sozinho enfrentou o Senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), ao falar verdades que o Ceará até sabia, mas não o Brasil. Mesmo processado e até censurado de veicular notícias do Eunício nas redes sociais, Rodrigo não calou a sua voz e mostrou a todos nós quem era o oligarca peemedebista, comprovadamente envolvido na Operação Lava Jato – incluindo até contratos fictícios da Hypermarcas para a sua campanha ao governo do Ceará.

Ou, também, em 2016, no duro enfrentamento contra o reacionário Capitão Wagner (PR), onde Rodrigo Cardoso, em seu ativismo ideológico, denunciou a fundo os métodos em nada republicanos promovidos por este candidato, na disputa contra o Roberto Cláudio (PDT) que conseguiu a sua reeleição.

Mais uma vez, Rodrigo mostrava a fundo para o país o seu comprometimento com a verdade e com a justiça pelo povo, acima dos interesses pessoais. Depois de exercer a Secretaria-Geral do DCE da UNIFOR, Rodrigo Cardoso foi um dos maiores protagonistas da campanha Fora Cunha no Ceará, contagiando não apenas os seus companheiros do PDT, como quadros de outros partidos não apenas no Ceará, mas pelo Brasil afora.

Sua oposição sistemática ao fisiologismo e à cleptocracia faria com que a sua campanha atuasse em definitivo contra o Temer e seus aliados nas redes sociais, nas colunas de jornais e em quaisquer espaços onde a sua voz e sua escrita pudessem externar as suas posições.

Tive orgulho de ser um irmão para ele e tê-lo como meu irmão.

A morte dele, em 15 de janeiro de 2017, serve para reflexão não apenas para a juventude, mas em especial para o conjunto da esquerda brasileira, tão cética e perdida em temas subsidiários da pós-modernidade e se esquecendo de temas nacionais e populares como Rodrigo Cardoso cotidianamente tratava.

Rodrigo Cardoso morreu sem ver a sua pátria soberana. livre, independente e voltada para o povo.

Mas ele viverá para sempre, a partir da nossa luta diária. Cada um de nós será a continuidade das lutas do Rodrigo.

#RodrigoCardosoPRESENTE

* Wendel Pinheiro é Membro do Diretório Nacional do PDT

One comment

  1. UMA PERDA IMENSA PARA O NOSSO PARTIDO, PARA OS AMIGOS E FAMILIARES . QUE DEUS O TENHA !!!

Adicione um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*